Isto anda tudo cheio de tricocéfalos

As pessoas andam nervosas e já se sabe que por muito menos que isso mataram o rei D. Carlos.

O stress causado pelo esforço permanente de caça-ao-gestapo no circuito fechado das aventuras amorosas refractárias do politicamente-correcto-sancionado geram sempre problemas mas, só agora se descobriu causarem homossexualidade.

Não sei se acredito nisso. Por exemplo, o meu primo Fagundes, na praxe, teve uma experiência heterossexual e não foi por isso que deixou de ser maricas. Não sei se é homossexual mas, pá, maricas é de certeza: preocupa-se com a blogosfera e com o que as pessoas dizem enquanto amola o berimbau suave multiplicador da alternativa à alternativa, a hiper-alternativa. É o establishment anti-establishment instalado, o que roça numa capital de establishment dos bons, um tropel do restolho esganiçado em permanente adelgaçamento de concas disponíveis para a fleima indignatória.

É a jota aziaga-mofinenta supra-jota ou co-cooperante que drógada de progresso não vê que o espelho inverte a imagem reflectida no tricobezoar do gato lambido.

Preste-se vassalagem.

Nota: este post é o mais claro de toda a blogosfera passada e futura.