Ser pai é pior que ser filho

Quando um pai desanca no filho mutila-se mais do que se exalta. Não o faz porque quer ter razão e sim porque espera que com isso a origine na cria. Hoje estou mal disposto porque o fiz, porque tive que o fazer, porque não havia forma de o evitar. Foi para a cama numa versão infantil de “isto não se aguenta”, igual à dos adultos, que são crianças também, embirrentas, mimadas, orgulhosas. Amanhã será outro dia mas, está dito, está dito: o que não se aguentará será o retorno do “não se aguenta”.

Não digam mal da Alemanha hoje que ponho-vos na cama da mesma maneira.