Não discriminem a hiperheterohomossexualidade

asasas

Atira-te ao mar e diz que tepurrare, beija-me na boca e chama-me Chelse

A problemática da identidade sexual é muito séria e não deve ser alvo de chacota. Porque não há-de poder um homem sentir-se preso no corpo de uma mulher que é homem? Ou uma mulher que é lésbica e se sente presa num corpo de homem heterossexual? E porque haveria a situação de ser tão simples como as duas que acabei de descrever? Quantos milhões de casos existirão de mulheres que são lésbicas e se sentem presas em corpos de homens heterossexuais que estão presos nos corpos de mulheres que são homens?

O meu vizinho trata a mulher por vaca e acusa-a frequentemente de ser bêbeda. Ela grita que ele não homem nem é nada. Trata-se de um caso em primeiro grau, de uma vaca presa no corpo de uma mulher que se sente homem, casada com o nada em corpo de homem que se sente boi.

As pessoas criticam o Bradley ser Chelsea mas não sabem se a Chelsea se sente José Castelo Branco que quer ser famoso mas sem que o escutem.