Vou espicaçar-te a consciência

Alegre-espicaçanteEstou preocupado. “Espicaçar consciências” soa ainda mais doloroso do que arrancar unhas ou partir rótulas. Parece um método entre o águia de sangue e o escafismo. Pior ainda, não sendo comentador, como pretende Alegre espicaçar-me? Não está, decerto, à espera que vá comprar um livro de poesia espicaçadora; porque se é isto, só faz bungee-jumping espicaçante com corda amarrada à pila quem quer mesmo ser espicaçado.

Dado o gosto de Alegre por Purdeys, “espicaçar” soa a um retorno às baionetas. E é que por muito menos que isto mataram o rei Dom Carlos.