Solução muito bem pensada

Um dos grandes privilégios de viver em Portugal é a excitação permanente com a anunciada queda do governo. Há mais de 6 meses que esta queda está anunciada, em princípio “para esta semana”. É excitante, ir ao café e ouvir a pergunta “o governo já caiu?”, sabendo que há um argumento racional para esta questão: a probabilidade do governo cair sobe de cada vez que se exige a sua demissão e, flutuações à parte, atingirá os 100% no último dia da legislatura.

Vejo aqui uma oportunidade financeira por aproveitar: emissão de obrigações resgatáveis no dia seguinte ao fim da legislatura em títulos de dívida pública. Não vejo melhor forma de um keynesiano demonstrar a eficiência do keynesianismo. De outra forma soam todos a uma espécie de Frei Tomás, criticam o sistema mas enfiam-o por detrás.