Monthly Archives Abril 2013

E os schwepps? Quem fala dos schwepps?

É só econo-contabilistas/sócio-gestores/filosofo-trogloditas a falarem de suapes, como se sequer soubessem o que é um suape, para que serve, como funciona. Só labregos com créditos à habitação de taxa fixa a argumentarem sobre risco, quem sabe até de equilíbrios de Nash ou pior, calculadoras nas escola primária. De schwepps ninguém fala. Estão caladinhos com Ratos, […]

O discurso que daria a maioria absoluta a Seguro

Repost daqui. Portuguesas e portugueses, a partir de hoje tratar-vos-ei como pessoas normais, a começar pela forma como vos endereço. Assim, portugueses, quero que compreendam que este discurso me afastará da liderança do Partido Socialista. Será impossível manter o apoio dos meus camaradas após dizer-vos a verdade. Mas tenho que o fazer. Alguém tem que […]

Coiso em regime permanente

Atingimos o regime permanente. Foi rápido. Isto significa que a audiência do Sócras deverá oscilar entre os 490 e os 615 mil. Assim sendo, o número de telespectadores esperados semanalmente será 552 mil, com um desvio padrão de 88 mil. Este número é equivalente ao número de pessoas que votaram no distrito de Braga nas […]

Cuidado com o vodu

Depois do “Basta, Saramago“, eu teria muito medo de morrer se me chamasse Olli Rehn.  

Temos que redefinir as palavras

Olhando para as notícias, fico sem saber se Seguro foi a algum balneário.

Brochnyziev nunca esteve perdido na selva

Brochnyziev, sapiente metafórico de alegorias trauliteiro-mistificadoras, nunca se perdeu na selva de cinco euros expelidos, quais jactâncias baleares, por próteses bélicas anexas aos recos. Mais, Brochnyziev, conhece os motivos paulopintais após expedição na savana berlinense, preciosa exploração de minério marcado com Marcos pré-eurais já pós ECU-sais. Serão, pois, motivos hibernais, de períodos pós-eleitorais, em que […]

Há pessoas aí que andam com muito más companhias

Felizmente, tal não se passa comigo, que a partir de hoje desdobro a máscara do pantomineiro Parreiral noutra ainda mais assustadora, porque real e em nome próprio, já ali, com Grande1 companhia. Camaradas, a (r)evolução é da (re)acção! 1 Com letra maiúscula.

Marrocos exige indemnização pela expropriação do Algarve

Já que a “Alemanha é caloteira“, convém lembrar que os marroquinos continuam à espera da indemnização pela expropriação do Algarve. Ou ides continuar a olhar para a Ria Formosa como se não estivessem lá ossitos de árabes?

Pronto, se é muitíssimo limitado o uso de calculadora, então melhor

Nada como poder fazer um estudo por todas as salas de aula das escolas primárias para se ter a certeza que “o uso da calculadora no ensino básico – é dele que se fala – é muitíssimo limitado”. Esses números mereciam ser publicados (máquina de calcular seria permitida, para o efeito). A vantagem é que […]

Follow zie Geld